9 problemas gerados pela falta de tecnologia nos escritórios

Publicado em:

Um negócio que não acompanha a revolução tecnológica está fadado ao fracasso. Se essa afirmação lhe parece exagerada, talvez seja hora de você saber dos problemas gerados pela falta de tecnologia nos escritórios de advocacia. Baixa produtividade, desorganização, mais custos e mais riscos são apenas alguns deles. Confira!

 

Baixa produtividade

Atualmente, a tecnologia está intimamente ligada ao aumento da produtividade. E isso se dá muito devido à economia de tempo que ela proporciona. A falta de tecnologia nos escritórios faz com que os advogados gastem muito tempo em tarefas que poderiam ser automatizadas ou realizadas de forma mais rápida com o auxílio de alguma solução.

Softwares de gestão jurídica, scanner de mão, dispositivos móveis, inteligência artificial são ferramentas que aumentam a produtividade de forma considerável. Se elas não são utilizadas, o profissional gasta boa parte de seu tempo fora de sua atividade fim, que é a atividade jurídica em si.

Burocracia nas tarefas repetitivas

Pesquisar andamento processual, cadastrar processos e elaborar peças semelhantes faz parte da rotina de um advogado que não conta com tecnologia nos escritórios. Essas tarefas são repetitivas, burocráticas e demandam um bom tempo do profissional. Entretanto, poderiam ser realizadas por inovações tecnológicas, como a Inteligência Artificial que está presente nos softwares jurídicos.

Perda de tempo

O advogado que não conta com tecnologia nos escritórios perde muito tempo de sua rotina para executar as tarefas burocráticas. E tempo é um ativo precioso na vida desse profissional. Certamente, se contasse com soluções tecnológicas, ele poderia aproveitar seu tempo nas atividades em que é essencial, como o atendimento ao cliente ou a representação em audiência.

Baixa segurança da informação

Sem tecnologia, os escritórios não conseguem fazer uma boa gestão da informação. Basicamente, todas as soluções atuais de segurança de dados são baseadas em inovações tecnológicas. Sem elas, o gestor deverá lidar com um grande volume de documentos e dados pessoais de clientes de forma arcaica (papel).

E os documentos físicos, todos sabem, é extremamente frágil, pois pode ser perdido de inúmeras formas.

Gestão jurídica desorganizada

Uma gestão jurídica sem o auxílio da tecnologia, especificamente dos softwares, tende a ser bastante desorganizada. Como lidar com o armazenamento seguro de dados, com as finanças, com a rotina profissional de inúmeros advogados, e com os milhares de processos de forma organizada sem a tecnologia?

Só é possível ter uma gestão responsável, que vai desde as atividades operacionais até as principais, com a tecnologia.

Falhas no relacionamento com o cliente

Como ter um bom relacionamento com o cliente sem presença digital no mundo atual? Como construir uma boa relação com ele sem a organização dos dados de suas ações? Essas dificuldades são graves problemas gerados pela falta de tecnologia nos escritórios, e podem ser resolvidos com um simples CRM (Customer Relationship Manager), presente nos softwares jurídicos.

Essa ferramenta centraliza os dados sobre o cliente e sua ação, e documenta todas as fases que ele percorre no escritório. Ela melhora a interação e evita erros de comunicação e de informação.

Mais custos na atividade

Gastos com papel e cópias, mais profissionais trabalhando em atividades burocráticas, menos tempo para se preocupar com o negócio. A falta de tecnologia nos escritórios faz aumentar muito os custos com pessoal, material de trabalho e relacionamento com o cliente.

Maior risco de segurança e continuidade de negócios

Como dissemos, para garantir a segurança da informação é preciso utilizar a tecnologia, como o armazenamento em nuvem, o backup e os softwares. Sem ela, o risco de perder os dados e ver o negócio ser interrompido é enorme. Um eventual desastre pode fazer com que os documentos físicos se percam, e, como os dados não estão disponíveis virtualmente, isso pararia as atividades do escritório.

Menor vantagem competitiva

Unindo todos os problemas gerados pela falta de tecnologia nos escritórios, nos deparamos com a consequência deles: menor vantagem competitiva. Somente a inovação tecnológica é capaz de trazer para o trabalho dos advogados de um escritório mais tempo e produtividade. Isso possibilita o gestor a se destinar à atividade principal e à prospecção de clientes, além de construir melhor sua marca no mercado.

 

A falta de tecnologia nos escritórios de advocacia pode ser o motivo de seu escritório não conseguir crescer no mercado jurídico. Faça uma avaliação interna sobre seus problemas e pense que, com a tecnologia, sua gestão será mais profissional.