CRM: Uma ferramenta que funciona para escritórios de advocacia

Publicado em:

Está sem tempo para ler? Aperte o play abaixo e ouça o artigo!

CRM é uma ferramenta de relacionamento com o cliente. Ela pode ser utilizada em negócios diversos, de qualquer atividade econômica. Atualmente, ter o foco no cliente é determinante para que um escritório de advocacia tenha sucesso. Afinal, um negócio que pensa no cliente em primeiro lugar consegue aproveitar novas oportunidades a partir de uma relação saudável e de confiança.

Como consequência, é possível manter o escritório sustentável e se destacar no mercado jurídico. Veja a seguir como o CRM pode ser utilizado no escritório de advocacia!

O que é CRM?

CRM ou Customer Relationship Management é um programa responsável pela gestão do relacionamento com clientes. Esse conjunto de práticas, estratégias e tecnologias com foco no destinatário dos serviços é utilizado pelas empresas com diversos fins. Dentre eles, estão a gestão das relações, a análise das interações, a antecipação de necessidades e a prospecção de novos clientes.

A base do CRM são os processos situados entre a pré-venda e o-pós venda. Um potencial cliente é classificado na pré-venda de 3 formas diferentes:

  • Prospect: potencial cliente da empresa que nunca comprou nada nem demonstrou interesse. São pessoas mapeadas pela empresa que possuem características interessantes ao negócio. A ideia é despertar interesse e convertê-los para a fase seguinte.
  • Lead: potencial cliente que demonstrou interesse e integra o radar da empresa. O lead pode ser qualificado (realmente tem interesse no serviço e pode pagar por ele) ou desqualificado (interesse é mais uma curiosidade ou a pessoa não tem condições de contratar o serviço).
  • Deal: lead qualificado que chega até o momento de proposta. É uma etapa avançada do processo comercial, em que a seguinte é ele se tornar cliente.

O pós-venda se refere ao serviço que foi contratado, tornando-se um processo da empresa inteira. O CRM é essa gestão em que é possível visualizar todo o ciclo de vida desse cliente.

Como utilizar o CRM no escritório de advocacia?

O relacionamento com o cliente na advocacia não está necessariamente focado na venda. Na verdade, o foco é o bom atendimento e a qualidade de serviço. Esse processo do CRM que descrevemos pode ficar a cargo dos profissionais encarregados pelo marketing jurídico, por exemplo. Por isso, a aplicação da ferramenta nos escritórios é diferente.

A partir do momento em que o advogado entende como o CRM funciona, poderá direcioná-lo para atender às necessidades comerciais de seu negócio. Esse sistema deixa os advogados mais atualizados sobre cada cliente, tendo todas as informações sobre eles em um único local.

A ideia principal do CRM no escritório é mapear todo o percurso do cliente, desde o primeiro contato (atendimento) até a cobrança dos honorários. Todos os profissionais que se relacionarão com ele são inseridos na plataforma, o que possibilita a interação e evita erros de comunicação.

O programa consegue, além de cadastrar os clientes, automatizar tarefas, centralizar informações e controlar a equipe. Dessa forma, garante a fidelização do cliente ao antecipar suas necessidades a partir dos dados coletados.

Quais são as preferências, os gostos e os detalhes de cada caso? Com essas informações, o advogado saberá conduzir uma reunião ou uma atividade com determinado cliente de forma muito mais eficiente. Esse monitoramento do comportamento do cliente otimiza a estratégia de abordagem. Para tanto, frisa-se, é preciso ter know-how sobre a ferramenta.

É possível integrar o CRM ao software de gestão jurídica?

Os bons softwares jurídicos do mercado, como o CPJ-3C, possibilitam a integração do CRM por meio de API. Assim, além de fazer a gestão do relacionamento com o cliente, o advogado consegue ter controle de todos os fluxos de tarefa do escritório de advocacia. Uma boa mineração de dados sobre os clientes, aliados ao workflow de relacionamento e à gestão de negócios é uma boa receita de sucesso.

Com maior organização e produtividade em todos os campos, e principalmente em relação ao cliente, as chances de desenvolver um negócio sustentável é maior.

 

Se o seu escritório de advocacia ainda não possui um CRM integrado ao software jurídico, saiba que você está perdendo uma oportunidade de ouro de focar naquilo que é mais importante em um negócio: o cliente.

Quer saber como ter controle do escritório e focar no cliente ao mesmo tempo? Leia nosso texto no blog!