Cultura orçamentária para escritório de advocacia: você tem no seu?

Publicado em:

Se você nunca ouviu falar em cultura orçamentária para escritório de advocacia, ainda ouvirá. Muitos negócios estão fechando no Brasil devido à falta de planejamento orçamentário. Uma boa gestão neste aspecto envolve planejar receitas, custas, despesas e investimentos futuros. E essa cultura ampara e direciona as estratégias e esforços em busca de melhores resultados financeiro-econômicos.

Veja a seguir o que é a cultura orçamentária para escritório de advocacia, as vantagens, e sua diferença para o planejamento orçamentário. O conteúdo o ajudará a pensar nessas estratégias para 2020. Acompanhe!

Cultura orçamentária para escritório de advocacia

Cultura orçamentária para escritório de advocacia é o resultado do desenvolvimento de uma gestão orçamentária. E por derivar da gestão orçamentária, você deve compreender o que isso quer dizer. 

Gestão orçamentária é planejar seu desempenho financeiro para um determinado tempo. Você pode realizar essa projeção, que é feita por meio do planejamento orçamentário, para os próximos meses ou anos. É ela quem direciona as estratégias e os esforços para conseguir os melhores resultados financeiro-econômicos.

Se você não está habituado a realizar a prática em seu escritório, comece com projeções mais curtas. Se já está, é possível fazer projeções de 2 ou 3 anos, sempre pensando em revisá-las e ajustá-las se necessário.

A cultura orçamentária vem para estimular o planejamento e o uso de dados e indicadores de desempenho entre as equipes do escritório. Sua principal ideia é engajar todos os profissionais em relação ao planejamento orçamentário criado.

E o orçamento é a base para criar essa cultura focada em resultado. Afinal, para alinhar todas as equipes em torno de um planejamento, algumas perguntas devem estar respondidas, como:

  • Qual a expectativa de faturamento do escritório para os próximos 3 anos?
  • Qual a projeção de custos e de despesas operacionais?
  • Qual a expectativa de lucro?
  • Há pensamento de expansão do escritório e outros investimentos?

Essas respostas ajudam o gestor a traçar metas e objetivos, o que se relaciona diretamente ao planejamento orçamentário.

Diferença entre planejamento e cultura orçamentária

O planejamento orçamentário é uma ferramenta de gestão financeira, uma representação em números do planejamento estratégico. Para fazê-lo, você deve ter um plano de contas, que planeja receitas, gastos e investimentos em um período futuro (anual, por exemplo). De maneira sucinta, para construir o planejamento orçamentário, o gestor deve:

  1. Projetar gastos do escritório, que são os custos e as despesas fixas e variáveis, inclusive investimentos;
  2. Definir a margem de lucro conforme o planejamento estratégico;
  3. Estabelecer uma meta de receita para o escritório.

O orçamento é, assim, uma busca por melhor desempenho e performance do escritório. Para colocar em prática essas medidas que pontuamos, é preciso implementar uma cultura orçamentária para escritório de advocacia. Em outras palavras, ela depende do planejamento para exigir. 

Quando a execução do planejamento começa, a cultura garante que os colaboradores estejam alinhados com ele e comprometidos com melhores resultados econômicos e financeiros. Profissionais inseridos em uma cultura orçamentária trabalham de forma colaborativa em prol do sucesso do escritório.

Benefícios da cultura orçamentária para escritório de advocacia

A cultura orçamentária para escritório de advocacia traz muitos benefícios. Eles dizem respeito à eficiência das equipes, às decisões e à economia de recursos.

Equipe se compromete com os indicadores de desempenho

Um ponto crucial da cultura orçamentária para escritório de advocacia é que sua prática não é um “achismo”. A gestão orçamentária é movida a dados (data driven). As informações disponíveis se apresentam de forma concatenada. Tudo é medido e calculado. 

E, para isso, as equipes passam a se guiar por indicadores e métricas, pensando sempre pela ótica Data Drive. Em outras palavras, os profissionais compreendem os tipos de dados necessários, entende o armazenamento, utiliza os indicadores de performance a faz a gestão de dados realmente úteis. O resultado é uma visão global do negócio, melhorando os resultados financeiros.

A aplicação dessa ótica e o uso de indicadores é facilitada pelo uso de tecnologia, como um software jurídico.

Decisões são tomadas com mais fundamento

O comprometimento das equipes com o uso de indicadores é só uma vantagem da cultura orçamentária para escritório de advocacia. A gestão do orçamento, quando baseada em dados, indicadores e métricas, tornam as decisões mais ágeis e certeiras, porque estão fundamentadas em informações valiosas. 

Basear-se em dados é um dos princípios da cultura orientada a orçamento. Os profissionais de qualquer área se alinham à gestão Data Driven, comprometem-se com o orçamento e direcionam suas decisões ao alcance das metas.

Gastos desnecessários são evitados

As equipes alinhadas à cultura orçamentária para escritório de advocacia sabem que existe um orçamento que deve ser respeitado. Por isso, organizam-se e focam-se nas ações que direcionam o escritório para os resultados esperados. Isso faz com que os profissionais não percam tempo com tarefas desnecessárias.

A cultura orçamentária para escritório de advocacia traz organização ao pessoal, que se torna mais produtivo e inserido nos fluxos de trabalho. Por esse motivo, muitos gastos desnecessários são evitados.

Implementação da cultura orçamentária para escritórios de advocacia

Para implementar a cultura orçamentária para escritório de advocacia, você deve ter uma cultura corporativa bem definida. A cultura organizacional direciona a maneira de operar da empresa, definindo um sistema de crenças, valores e atitudes compartilhadas que regem a atuação dos profissionais da organização.

A Cultura Orçamentária se relaciona com a prática do orçamento enraizada no escritório inteiro, e não só na área administrativo-financeira e controladoria. Por isso, sua cultura organizacional deve estar bem coerente. 

Veja algumas dicas valiosas para implementar a cultura orçamentária para escritórios de advocacia:

  • Crie um bom orçamento empresarial: a partir dele, define-se metas, objetivos e planos de ações;
  • Utilize tecnologia que facilita o controle financeiro e o orçamento: softwares jurídicos, como o CPJ-3C otimizam sua gestão financeira;
  • Transforme seus líderes em propagadores da cultura: os líderes do escritório devem ter um plano de ação para inserir a discussão da cultura orçamentária na rotina;
  • Estimule o uso de indicadores de desempenho para que isso se torne recorrente e natural.

Estabelecer uma cultura orçamentária para escritório de advocacia traz muitos benefícios e coloca o escritório da rota de crescimento. Com um bom orçamento e planejamento orçamentário, é mais fácil implementá-la em seu negócio. E demonstramos que os indicadores são fundamentais, mas não só para essa cultura.

Veja a importância de indicadores na advocacia!