Definir e medir metas é crucial para Advogados. Saiba o porquê!

Publicado em:

O que acha de ouvir este conteúdo? Dê play!

Você tem dificuldade para definir e medir metas no escritório de advocacia? Se sim, esse é um problema comum, mas que causa um impacto negativo no negócio. Todo advogado precisa extrair informações cruciais acerca de seu desempenho, de forma a tomar decisões de forma estratégica e fundamentada para crescer. Isso só é possível quando há algo concreto para analisar, o que depende diretamente de objetivos e metas bem traçados.

Veja a seguir porque definir e medir metas é crucial para advogados!

Objetivos são fundamentais para o sucesso

Já parou para pensar no que é uma vida sem objetivo? É caminhar sem perspectiva. No campo profissional, não definir e medir metas pode levar à estagnação e ao aumento das chances de falhas. Um advogado que não fixa objetivos não consegue alcançar o sucesso. Se você é um profissional que deseja desenvolver sua atividade, certamente está preocupado com os objetivos, e sabe que para traçá-los é preciso planejar.

Lembra-se de quando falamos em planejamento na advocacia? Ele nada mais é do que definir um ponto de chegada, organizar toda a equipe em torno dele e traçar as estratégias necessárias para atingi-lo.

Em um primeiro momento, o advogado analisará as condições internas e externas do escritório para formular objetivos adequados ao negócio. As ações traçadas inicialmente são pensadas para um longo prazo. É o que se chama de planejamento estratégico.

Em seguida, entra em cena o planejamento tático,  que cria metas e condições para realizar as ações determinadas anteriormente. Por fim, temos o planejamento operacional, que é a execução das ações e metas traçadas no nível tático, ou, em outras palavras, o acompanhamento da rotina e a execução das operações e das tarefas conforme os procedimentos estabelecidos.

Métricas relacionadas ao objetivo

Para saber se um objetivo foi concluído, o advogado deve acompanhar todos os passos planejados. Se houver algum imprevisto, é preciso realizar mudanças de metas ou ações conforme os acontecimentos. Diante do impacto, é preciso identificar sua razão e agir. Essa é a forma de sempre ter objetivos reais, que podem ser atingidos. Mas como fazer isso? Como saber se eles estão sendo alcançados?

Há indicadores, metodologias e métricas que trabalham neste sentido. A metodologia OKR (Objective and Key Results), por exemplo, tem como componentes o Objetivo (representação subjetiva, como “aumentar a carteira de clientes”) e os Key Results (conjunto de métricas que medem o progresso da atividade, como “aumentar o número de participação em eventos de X para Y”).

Utilize indicadores

Os indicadores permitem otimizar a gestão jurídica baseada em dados estratégicos, que demonstram índices de desempenho e produtividade. Eles são responsáveis por reunir e analisar essas informações, sendo capazes de identificar falhas, possibilitando a correção delas. Para definir e medir metas, essas ferramentas de gestão são indispensáveis.

Ao apresentar graficamente as informações mais importantes do seu negócio, os indicadores conseguem aumentar o desempenho da atividade, bem como a produtividade, alinhar as atividades das equipes, melhorar a avaliação das demandas e otimizar o controle financeiro.

Os Dashboards de Indicadores, inclusive, permitem ter uma visão em tempo real da evolução dos objetivos e ajudam a garantir o sucesso nas ações. O CPJ-3C, um dos melhores softwares jurídicos do mercado, possui dashboards personalizáveis para que gestores visualizem os resultados de suas equipes em tempo real, e Business Intelligence, que fornece informações de produtividade da equipe.

Analise relatórios para definir e medir metas

Levar um escritório ao sucesso depende de um acompanhamento constante do planejamento. Como dito anteriormente, sempre que necessário, é preciso rever objetivos para estabelecer metas reais. Trazer advogados para a realidade é o que possibilita subir de patamar.

Para organizar tantas informações e aplicar os indicadores, o uso de relatórios é fundamental. Esses documentos trazem inúmeros dados estratégicos do negócio, desde um panorama geral sobre as finanças como as metas alcançadas em determinado período. Em geral, bons softwares de gestão jurídica possuem essa funcionalidade.

É o que ocorre com o CPJ-3C. Ele possibilita ao advogado gerar relatórios personalizáveis, que podem ser utilizados para definir e medir metas, tendo, portanto, papel importante nas decisões estratégicas. Além dos relatórios personalizáveis, o software jurídico possui mais de 60 tipos de relatórios prontos, que podem ser exportados em formato PDF e configurados para envio automático por e-mail.

Com as informações medidas e fornecidas pelos relatórios, o advogado consegue definir metas melhores e saber onde colocar mais esforços para alcançar objetivos. Em outras palavras, você evita que seu escritório fique voando às cegas!

Aprenda a definir metas

Definir metas não é tarefa simples em um escritório de advocacia, pois é preciso considerar as características em comum (facilidade na mensuração, clareza e objetividade).

O primeiro passo para definir e medir metas é ter uma visão global do escritório, o que pode ser simplificado com o uso de um software jurídico. Com ele, é possível ter clareza sobre metas e prioridades.

Em seguida, utilize metodologias conhecidas para este fim, como a S.M.A.R.T., criada em 1981 por George T. Doran. Em suma, a meta precisa ser específica, mensurável, atingível, relevante e temporal. Assim, a equipe de advogados conseguirá entender mais facilmente o que deve ser feito, como e por quem deve ser feito. Isso também facilita na hora de medir metas.

Também é preciso aprender a priorizar metas para trazer resultados efetivos para o escritório. Para tanto, diferencie o “urgente” do “importante”, e comece priorizando as tarefas urgentes. No fim das prioridades, estarão as tarefas menos importantes.

Ao final, é preciso realizar a gestão das metas. Você pode utilizar a metodologia OKR, que apontamos inicialmente. A partir de um objetivo macro, de longo prazo, que envolve todo o escritório, divide-se as pessoas em equipes com micro objetivos e indicadores hipotéticos de desempenho. Assim, é possível mensurar o sucesso da atividade.

 

Definir e medir metas é crucial para advogados. É preciso compreender inicialmente a importância dos objetivos e as métricas relacionadas, bem como o papel dos indicadores e dos relatórios. Por fim, basta definir com precisão as metas.

Se você ainda não sabe exatamente como definir metas, temos um texto só sobre o assunto. Confira no blog!