Invisto muito em tecnologia! Meu escritório é digital?

Publicado em: Sem tempo para ler? Aperte o play abaixo e ouça o artigo!

Talvez sim, talvez não. Um escritório digital não é aquele que possui inúmeras soluções tecnológicas que ajudam o gestor na rotina jurídica. Software jurídico, robôs de automação, boa internet, inteligência artificial. Tudo isso pode contribuir bastante para se adequar à transformação digital. Então, o que mais falta para ser digital? 

Saber usar corretamente todas as soluções que você possui e utilizá-las com sabedoria. Se você adquiriu um software jurídico há alguns anos, mas ele não é alimentado com as informações corretas, de nada adianta. Se você utiliza outro módulo para fazer atividades específicas, sem integrá-lo ao software, de nada adianta.Você terá dados suficientes para gerar um relatório gerencial pelo software? 

O fato de não utilizar a tecnologia como deveria pode te afetar lá na frente. Neste post, mostramos que ter um escritório digital depende de como desenvolver as atividades em uma era de transformação digital.

Escritório digital depende de características de sucesso

Ter um escritório digital vai muito além de adquirir tecnologia. A inovação faz parte do digital, mas não basta para te posicionar como um negócio de sucesso, caso não tenha outras características importantes. E elas envolvem desde a gestão estratégica até a satisfação dos clientes.

Gestão estratégica

O planejamento estratégico é o ponto de partida de um negócio. Nele, são traçadas objetivos de curto, médio e longo prazo. Para cada um, é desenhado um plano de ações. Afinal, um escritório digital deve sabe aonde quer chegar e como vai fazer isso. A implementação de práticas de gerenciamento (gestão estratégica) é fundamental.

A atuação do escritório ou departamento deve ser constantemente analisada. Os resultados são satisfatórios? Quais as melhorias devem ser adotadas?

Esse ciclo de melhoria contínua é o que traz sucesso para um negócio. E como a tecnologia atua neste sentido? Podemos apontar algumas formas corretas de utilizar soluções tecnológicas na gestão estratégica. Veja:

  • Adotar a jurimetria para, a partir de modelos estatísticos, compreender processos e fatos jurídicos, tornando o departamento jurídico e o escritório digital mais competitivo.
  • Emissão de relatórios gerenciais, a partir do cruzamento de dados do software jurídico, para embasar a tomada de decisões fundamentada por parte dos gestores;
  • Acompanhamento das finanças empresariais por meio do software jurídico, identificando inadimplência, fluxo de caixa e indicadores financeiros;
  • Análise de indicadores para alinhar os processos internos e garantir a produtividade e o desempenho dos profissionais.

Liderança

Tecnologia não é nada sem liderança. Quando um escritório digital se transforma, é preciso implementar uma gestão de mudança eficiente. Ao adotar um processo de mudança organizacional, é preciso utilizar técnicas e ferramentas para preparar, equipar e apoiar as pessoas. O líder é essencial para facilitar a transição e direcionar todos aos novos objetivos.

Um dos pontos-chave é a comunicação efetiva durante o processo. A resistência para a novidade será menor, e há maior facilidade de tirar o máximo da tecnologia. Mas qual a qualidade dessa comunicação? Ela é impositiva ou propositiva? Isso também se relaciona à característica do líder.

Há uma grande confusão entre líder e chefe. O chefe é aquele que é obedecido pelo medo, um chefe autoritário à moda antiga. O líder é uma figura inspiradora, empático, que consegue trazer os profissionais para perto por meio do diálogo. As chances de manter colaboradores fiéis só existem com o líder.

Um escritório digital sempre tem um bom líder para conduzir os profissionais pelos melhores caminhos de seu aproveitamento.

Networking

Você tem aliados e parceiros de seu escritório digital ou departamento jurídico? Comparece aos eventos do setor e possui boas relações com os colegas de profissão? O networking na advocacia é uma importante estratégia para desenvolver profissionais e negócios. Uma rede de contatos bem estabelecida é capaz de consolidar uma empresa no mercado.

Quando falamos de tecnologia e networking, necessariamente abordamos o marketing jurídico digital. Por meio das redes sociais, os advogados não só conseguem captar e fidelizar clientes. Ao promover uma marca forte de seu negócio, consegue realizar um excelente networking.

Grupos de discussão são criados para discutir casos reais, criando redes de relacionamento muito proveitosas. Aquele colega que você conheceu no congresso de Direito Tributário pode ser encontrado no LinkedIn. Existem inúmeras formas de utilizar as mídias em prol de um escritório digital. Mas se você não sabe como manejar corretamente cada rede, pode ser um problema.

Aprendizado contínuo

A transformação digital causou muito receio nos profissionais. Havia o temor de que as inovações tomariam os postos de trabalho. Aos poucos, a percepção de que elas seriam complementares apareceu. Atualmente, chegamos ao equilíbrio de perceber que, sim, alguns cargos serão extintos, enquanto outros surgirão. Mas algo que será necessário em qualquer cenário é o aprendizado contínuo em torno das tecnologias.

Em seu escritório digital, você tem estudado para entender como utilizar cada vez mais e melhor as tecnologias que adquiriu? Seu software jurídico é uma ferramenta que vai além da organização dos processos internos? O uso de machine learning e jurimetria estão aumentando as taxas de êxito nas ações judiciais?

É preciso avaliar, a todo o momento, a necessidade de capacitação e aprendizado sobre as tecnologias. Em uma semana, novidades podem surgir. Uma atualização no sistema pode resolver problemas antigos. Esteja sempre atento para se preparar.

Clientes satisfeitos

Por fim, não há tecnologia suficiente para transformar seu escritório digital em uma potência se seus clientes não estiverem satisfeitos. Tudo pode estar funcionando perfeitamente. Seus profissionais podem ter se adaptado ao cenário tecnológico, promovendo networking e aderindo ao aprendizado contínuo. Mas nada adiantará se seus clientes deixarem de fazer negócios com sua empresa.

Por isso, é fundamental utilizar a tecnologia para promover a satisfação do cliente. O inbound marketing é uma das ferramentas importantes que surgiu com as mídias sociais. A automação deste relacionamento é possível com o uso de um CRM (Customer Relationship Manager). O Legal Design será essencial para resolver o problema de vez. Qual dessas tecnologias você adota para ser, de fato, um escritório digital voltado para o cliente? Pense nisso!

Você precisa de muito mais do que ferramentas tecnológicas para ter um escritório digital. Algumas características são imprescindíveis para quem deseja ter sucesso nessa era de transformação.

Deseja ganhar o mundo? Conheça outros pontos fundamentais que giram em torno de um escritório digital!