No escritório ou departamento jurídico, equipe plural pensa melhor

Publicado em:

Sem tempo para ler? Aperte o play abaixo e ouça o artigo! 

Você tem uma equipe plural em seu escritório de advocacia ou departamento jurídico? Mescla profissionais jovens, de mentalidade inovadora, com advogados experientes? Nos últimos anos, vem ocorrendo uma mudança de mindset no mercado jurídico, especialmente em novos negócios. Há um mix de gerações que levam a situações inusitadas e positivas, transformando todo o meio do Direito.

Quer saber a importância de se ter uma equipe plural no seu departamento ou escritório? Confira a seguir!

O problema de modelos mentais limitantes

Benjamin Franklin dizia que “se todos pensam igual, então ninguém está pensando”. Para a psicologia, é o chamado Efeito do Falso Consenso. Esse viés cognitivo ocorre quando as pessoas tendem a extrapolar a dimensão de suas crenças e opiniões para acreditar que existe um senso comum que, na verdade, não existe.

Nenhum de nós estamos livres por completo desse pensamento. O problema é que esse vício das nossas próprias concepções e interpretações da realidade pode levar a inúmeros fracassos dentro de um escritório de advocacia ou departamento jurídico. Principalmente porque não se considera as perspectivas e as necessidades dos reais destinatários dos serviços jurídicos.

Esse modelo mental limitante é, ainda, alimentado pelo fato de que nós não nos sentimos confortáveis quando nos colocamos em discussões que trazem questionamentos das nossas concepções e que nos tiram da zona de conforto.

E esse modelo, tão intrínseco à própria cultura organizacional, traz outro problema, que é o foco no medo de falhar, ao invés do foco na necessidade de aprender.

A importância da pluralidade

O problema dos modelos mentais limitantes é um tema em voga nas discussões sobre gestão e liderança atuais. E diversos setores econômicos começaram a abraçar o valor da vulnerabilidade e da inclusão no ambiente de trabalho. Nos escritórios de advocacia e departamentos jurídicos, isso pode ter um especial valor: equipe plural é sinônimo de ampliação das possibilidades e soluções jurídicas.

A troca de experiências entre colaboradores com características e habilidades diferentes pode ser muito rica para a operação do Direito. Entretanto, para que isso de fato ocorra é preciso criar um ambiente de trabalho que não só respeite as diferenças, mas que as utilize e as eleve para alcançar melhores resultados.

E a diversidade deve abranger diversos aspectos, como racial, religioso, de gênero e geracionais. Além disso, claro, profissional. Afinal, seja em escritórios de advocacia ou em departamentos jurídicos de empresas, não deve existir somente advogados. Profissionais de comunicação, marketing, finanças e gestão são fundamentais para o sucesso.

Inovação

Uma das consequências de se ter uma equipe plural no escritório ou departamento jurídico é poder contar com várias mentes diversas elaborando ideias. O resultado disso é a inovação em seu sentido mais amplo. A inclusão de pessoas diferentes no mesmo time fomenta a criatividade, contribuindo para solucionar um problema de forma mais rápida. Isso também ocasiona a boa convivência no ambiente de trabalho.

A partir do momento em que cada pessoa traz suas características e habilidades, formando uma equipe plural, o escritório ou departamento consegue ter uma experiência peculiar para agregar conhecimento. Maior é, também, a chance de se encontrar soluções jurídicas para problemas diversos, além de ampliar o público atingido por elas, atraindo mais clientes.

Ou você acha que as legaltechs não contam com uma equipe plural? Empresas de software jurídico, plataformas de mediação online, sites de notícias jurídicas necessariamente possuem uma equipe plural.

Mas é preciso destacar um ponto de atenção: diante de tanta pluralidade, é fundamental fazer reuniões conjuntas entre os profissionais de diferentes áreas para o alinhamento do negócio, possibilitando levar o negócio ao alcance de melhores resultados.

Tomada de decisões “fora da caixa”

Uma equipe heterogênea traz uma nova visão para os próprios profissionais e para a empresa ou escritório. Quando existe um time composto por pessoas similares, a chance de aparecer uma solução criativa é menor. Em outras palavras, é uma equipe que sempre terá propostas dentro da zona de conforto. As decisões serão sempre semelhantes para casos semelhantes. Agir sempre da mesma maneira dentro da advocacia não é interessante.

No lado oposto, uma equipe plural, com profissionais de experiências e vivências distintas, traz mais criatividade e novas soluções. Na tomada de decisões, é muito provável que eles contornem situações atípicas, que acontecem a todo o momento em processos jurídicos, de forma inovadora. É a atuação “fora da caixa”.

Quando pessoas diversas colaboram para uma decisão, além de propiciar um ambiente em que todos absorvem o conhecimento para si e dividem a forma de pensar com os outros, a empresa e o escritório se beneficiam de uma integração e colaboração ampla, com novos estímulos.

Se você nunca sentiu necessidade de encontrar novas correntes de pensamento que escapem do conforto do raciocínio comum, é um mal sinal. Na advocacia, isso é fundamental para trazer diferentes perspectivas para as discussões, o que leva a resultados mais criativos na resolução de problemas do negócio. Isso é, sem dúvidas, um diferencial na hora da tomada de decisões em casos de cliente. Em suma, pensamentos diferentes de uma equipe plural leva a inovação para escritórios e departamentos.

Tecnologia para viabilizar equipes plurais

Um equipe plural é formada por personalidades diferentes, com qualidades complementares. Entretanto, as motivações são opostas, e isso não é um problema. Cada profissional, dada sua área de atuação, tem uma motivação principal. O grande segredo do gestor do escritório e do departamento jurídico é conseguir individualizar o gerenciamento e assegurar a boa comunicação.

A melhor forma de fazer isso é por meio da tecnologia, especialmente com softwares jurídicos completos, como CPJ-3C. Ele é capaz de integrar as áreas financeira, processual e de gestão, além de permitir a personalização dos acessos, criando perfis dos usuários. É uma excelente forma de individualizar as atuações, respeitando a diversidade e a característica de cada profissional.

Utilizar essa plataforma é um investimento necessário para integrar as áreas distintas do escritório e da empresa, tirando o melhor da equipe plural.

 

Uma equipe plural traz inovação para escritórios de advocacia e departamentos jurídicos. A tomada de decisões “fora da caixa” pode beneficiar o negócio de forma inimagináveis, conferindo vantagem competitiva. Mas para gerir uma equipe plural e conciliar todos os interesses, o uso de uma plataforma, como o CPJ-3C, é fundamental para uma boa gestão. Que tal conhecê-la melhor?