O Software Jurídico além da ferramenta

Publicado em:

Os inúmeros problemas gerados pela falta de tecnologia no escritório podem ser parcialmente corrigidos com o software jurídico. Quando falamos parcialmente, queremos dizer que a resolução dos problemas depende, acima de tudo, na forma de utilizar o programa. Em outras palavras, depende das rotinas adotadas pelo advogado e pelo escritório.

Esses softwares são conhecidos por automatizar as tarefas rotineiras. Mas essa tecnologia vai muito além de facilitar a visualização da agenda, prazos a cumprir e pendências para o advogado. Existem muitas integrações e automações que ficam ocultas, e que podem otimizar todo o fluxo de tarefas no escritório. Veja como o software jurídico vai além das tarefas básicas!

Robôs de automação

Você sabia que a captura de andamento processual nos sites dos tribunais e a alimentação de portais de clientes são tarefas realizadas pelos robôs de automação? E que eles também, além de atualizar os processos nos sites do cliente, equivalendo o status das ações entre cliente e escritório, também solicitam subsídios?

Essas funcionalidades tecnológicas extraem informações gerenciais, além de se integrarem com outros programas. Eles são responsáveis por, basicamente, automatizar tarefas repetitivas. Isso tomava um tempo enorme do advogado, mas atualmente pode ser resolvido com um clique, agilizando o dia-a-dia dos escritórios de advocacia.

Business Intelligence

Um bom software jurídico deve possuir ferramentas com alto alto valor estratégico, que auxiliam os gestores a tomarem as melhores decisões para seus escritórios. Business Intelligence é um conjunto de processos que tem exatamente este objetivo. Por meio da coleta, organização e análise de dados, os advogados conseguem enxergar se os investimentos realizados estão trazendo bons resultados.

Por muito tempo, os administradores de um negócio tomavam decisões baseadas em intuição, experiência e conhecimento de mercado. Mas o avanço da tecnologia e o aumento da competitividade fez com que fosse adotada uma forma mais inteligente e consistente de decisão.

O BI consegue cruzar informações e oferecer ao gestor do escritório uma visão completa e personalizada do negócio, sendo valiosa na hora de tomar traçar estratégias e ações..

Análise de indicadores

O advogado sabe que os indicadores possuem um papel fundamental no escritório de advocacia. Seu uso é uma das práticas para melhorar o desempenho do trabalho, e eles fazem isso por meio do alinhamento das atividades da equipe, da conquista de resultados expressivos, da garantia de produtividade, da avaliação de demandas e do maior controle financeiro.

Mas não basta apenas adotá-los sem saber analisá-los. Senão, eles não darão subsídio ao gestor para aprimorar e planejar o negócio. Pois saiba que o software jurídico é uma ferramenta que auxilia na análise dos indicadores. A partir da avaliação precisa, é possível adequar as estratégias traçadas no plano de negócios conforme a necessidade.

O resultado da análise é a melhoria da atividade jurídica e, consequentemente, dos serviços prestados, o que aumenta a lucratividade e a performance.

Número de processos, contratos e consultas, valores das causas, novos clientes, quantidade de ações encerradas, acordos e condenações, tudo isso é analisado por indicadores e dão material para a gestão de escritório.

Relatórios gerenciais

Um software jurídico que é alimentado corretamente pelos profissionais do escritório pode conferir uma grande vantagem competitiva que também se relaciona com a melhor tomada de decisões: a emissão de relatórios gerenciais.

Um bom sistema conta com a possibilidade de criar relatórios personalizáveis, com informações precisas e bem fundamentadas. Eles exercem um papel importante na decisões estratégicas.

Muitos mais do que cuidar da rotina dos advogados e da agenda do negócio, um software jurídico apresenta funcionalidade determinantes para o sucesso de um escritório de advocacia. O importante é ter em mente que o investimento em tecnologia deve vir acompanhando de pessoas capazes de utilizar as ferramentas corretamente, de modo a não interromper esse fluxo de trabalho automatizado.

Se você se interessa por temas que podem contribuir para uma melhor gestão do escritório de advocacia, está esperando o que para participar do Legal Day?