Use: Storytelling para Escritórios e Advogados

Publicado em: Sem tempo para ler? Aperte o play abaixo e ouça o artigo!

O storytelling para escritórios e advogados é uma prática interessante para ser adotada no marketing jurídico. Muitos profissionais têm um pé atrás com a publicidade, além do fato de que há muitas limitações impostas pelas regras da OAB. Mas quem resiste a uma boa história? No post de hoje, falamos sobre como o storytelling pode ser usado na advocacia e os benefícios que ele traz para a marca. Confira!

O que é storytelling?

Storytelling ou contação de histórias é uma estratégia de comunicação baseada na conexão sentimental do interlocutor com a mensagem transmitida. No mundo atual, que nos distanciou fisicamente das pessoas e que nos bombardeia de informações diversas a todo o momento, buscamos uma forma de ir além da superficialidade das relações. Em outras palavras, queremos nos conectar com as histórias, o que faz com que guardemos mais informações.

Essa estratégia de comunicação serve exatamente para aumentar o interesse do interlocutor com a mensagem, fazendo com que ele se envolva com as informações. E cabe um destaque sobre o storytelling: a veracidade das informações é muito importante.

Como utilizar o storytelling para escritórios e advogados?

O storytelling para escritórios e advogados é a aplicação do conceito dessa estratégia de comunicação na advocacia. A conexão com o ouvinte, que pode ser de valores, características ou emoções, traz aspectos que promovem o convencimento. O público se identifica com aquele discurso, porque as histórias falam diretamente ao coração, ao contrário de informações e dados, que se comunicam com a mente das pessoas.

Quando os profissionais de Direito contam uma boa história, o espectador é transportado para a realidade contada. A narrativa proporciona o envolvimento emocional. E como utilizar o storytelling para escritórios e advogados?

Engajar os colaboradores

A cultura organizacional do seu escritório tem uma unidade? Seus funcionários estão engajados com o negócio? Se ainda há chão a percorrer em relação a esses dois pontos, é possível utilizar o storytelling para escritórios e advogados com este fim.

É sempre importante lembrar que os colaboradores são protagonistas da história de uma empresa. Por este motivo, a comunicação com eles deve estar bem alinhada. Contá-los uma história é uma forma de transferir valores. Quer um exemplo? Quando o sócio do escritório conta sua própria história de vida, falando de conquistas e derrotas, os funcionários se sentem livres para compartilhar suas próprias histórias. Isso ocasiona uma aproximação entre os próprios colaboradores e entre e eles e a empresa.

O storytelling para escritórios e advogados é uma solução para motivar a equipe e incentivar a produtividade por meio da conexão. Ele pode ser utilizado em workshops, reuniões e treinamentos, de modo a garantir a atenção dos colaboradores para aquele momento. Os próprios funcionários podem promover resultados com essa estratégia, trocando experiências e valores. É uma boa forma de garantir integração e promover o companheirismo entre todos.

Divulgar a marca

Um contador de histórias consegue identificar o melhor tipo de mensagem e conteúdo para criar narrativas que envolvem o público. E isso pode ser aplicado para divulgar a marca do seu negócio. Criar campanhas interessantes é uma excelente forma de utilizar o storytelling para escritórios e advogados.

A ideia aqui é promover a identificação do público com o seu negócio ao realizar a divulgação da marca. Você pode pensar nos pontos em comuns e narrá-los em sua história. Quanto mais próximo o discurso estiver do interlocutor, maior a chance de ele se conectar com o que está sendo dito.

Prender a atenção do público

O storytelling para escritórios e advogados também pode ser utilizado para ganhar e prender a atenção do público. Isso se aplica tanto a palestras em congressos quanto à reunião com os clientes. Utilizar a narrativa como estratégia de comunicação é a melhor forma de encantar os interlocutores, fazendo com que eles escutem, de fato, o que está sendo dito. Como consequência, consegue guardar mais informações.

Essa técnica também pode ser utilizada no marketing digital, especialmente quando se fala de conteúdo das redes sociais. Existem inúmeros formatos que podem ser utilizados em um plano de comunicação online, mas todos eles devem se conectar com o público para que a informação fique em destaque em meio a tantas outras.

Sabe-se por exemplo, que um post nas redes sociais tem maior engajamento quando possui uma imagem. Da mesma forma, a chance de um vídeo ser compartilhado é muito maior do que um texto. Pensando nesses dados, escritórios e advogados podem se utilizar das diversas formas de postagem para contar uma história. A escolha, claro, dependerá do público que você pretende atingir.

Uma boa dica é ficar por dentro das tendências de comunicação para marketing digital, que sempre trazem os melhores conteúdos e plataformas. Assim, é possível oferecer uma experiência mais afetiva e eficiente ao interlocutor.

Criar uma identidade

Há muitos anos, a Adidas fez uma propaganda com o Messi que é lembrada até hoje. Nela, foi retratado o problema do jogador com os hormônios de crescimento, que não o impediram de se tornar o melhor do mundo. Até hoje, a marca esportiva é lembrada por essa propaganda. Muito além disso, esperamos que ela faça sempre propagandas desse tipo. Podemos dizer, assim, que foi criada uma identidade na forma de se comunicar.

O storytelling para escritórios e advogados também pode ser utilizado para criar uma identidade. Isso é permitido em qualquer área, mesmo na advocacia, em que há restrições para o marketing jurídico. Como você quer ser lembrado? Se você investe na narrativa como forma de conexão com o seu público, ele esperará que todas as suas comunicações serão assim. O que pode ser muito benéfico, como apontamos anteriormente.

Adotar o storytelling para escritórios e advogados é uma estratégia de comunicação que pode trazer muitos benefícios para os profissionais. Seja em relação aos colaboradores ou ao público-alvo, ou como forma de divulgação da marca, essa conexão afetiva vem se mostrando como eficaz no marketing jurídico.

Quer saber mais sobre o marketing jurídico? Veja por onde começar!

Please follow and like us: